O Paraná terá até R$ 13,6 bilhões do Banco do Brasil para financiar grandes e médios produtores rurais do Estado na safra 2017-2018. O montante representa 13,2% do total de R$ 103 bilhões que o Banco, que é o principal financiador do setor, destinará para operações de custeio, comercialização e investimentos, em todo o País. Somando todas as instituições financeiras, o volume total do plano safra chega a R$ 220 bilhões, dos quais, historicamente, o Paraná contrata 20%.

O lançamento, no Paraná, do Plano Agrícola e Pecuário 2017-2018, foi feito nesta terça-feira (11), no Palácio Iguaçu, em Curitiba, em solenidade com o governador Beto Richa. O superintendente estadual do Banco do Brasil, Neirim Goulart Duarte, apresentou a participação da instituição.

Richa ressaltou o montante, de R$ 220 milhões, e a importância dos recursos para o desenvolvimento da agricultura. “É o maior volume da história do País para custeio, comercialização e investimento na agropecuária. Isso é importante, pois o setor contribui para a balança comercial brasileira e a economia do Paraná”, afirmou.

Beto Richa ressaltou que a agricultura tem sido essencial no enfrentamento da crise nacional. “A agropecuária dá respostas como a supersafra, que minimiza os efeitos da crise, gera muitos empregos e riquezas ao País e coloca alimentos na mesa dos brasileiros”, acrescentou.

(foto: Orlando Kissner/ANPr)